Você está aqui

Nos últimos anos, houve enchentes em diferentes áreas do país nas quais MSF não trabalhou. Por quê?

Enviado por admin_msf em 03/04/2017

Antes de iniciar uma resposta de emergência, MSF realiza uma avaliação das necessidades de saúde da população e da capacidade de resposta do Estado e de outras organizações à situação. MSF só atua onde o Estado e organizações locais ou nacionais não conseguem responder, por falta de capacidade ou dificuldade de acesso. Quando já existe uma mobilização capaz de atender às necessidades de saúde da população, ou quando as necessidades maiores não são na área da saúde, o papel de MSF é limitado e, por isso, a organização não intervém.

Nós fizemos visitas para avaliar a situação durante as enchentes em Santa Catarina (2008) e no Maranhão (2009), na ocasião do deslizamento do Morro do Bumba, em Niterói (2010), e em meio à cheia do Rio Madeira, em Rondônia (2014), mas percebemos uma resposta eficaz por parte das autoridades locais e uma imensa mobilização da população. Ainda assim, a organização ministrou um treinamento médico para compartilhar sua experiência no tratamento da cólera e organizou um documento com medidas que poderiam ser adotadas localmente para conter um possível surto.

Assunto:

Tipo de Pessoa: 
Física