Você está aqui

'Bombardeios foram precisos', diz diretora do Médicos Sem Fronteiras