Você está aqui

Nigéria: MSF condena fortemente ataque aéreo a campo de deslocados em Rann

17/01/2017
Ao menos 52 pessoas morreram e 120 ficaram feridas no bombardeio
Nigéria: MSF condena fortemente ataque aéreo a campo de deslocados em Rann

Foto: MSF

(Foto: MSF)

Ao menos 120 pessoas foram feridas e 52 foram mortas no bombardeio do exército nigeriano a um campo de pessoas internamente deslocadas em Rann, no estado de Borno, no norte da Nigéria, nesta terça-feira, de acordo com a organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF).

“Um ataque dessas proporções a uma população vulnerável que já vinha fugindo da violência extrema é chocante e totalmente inaceitável”, diz o dr. Jean-Clément Cabrol, diretor de operações de MSF. “A segurança dos civis deve ser respeitada. Fazemos um apelo urgente a todas as partes do conflito para que garantam a facilitação de transferências médicas por via aérea ou terrestre dos sobreviventes e daqueles que precisam de cuidados emergenciais.”

Equipes médicas de MSF estão oferecendo primeiros socorros a 120 pacientes feridos em sua instalação de saúde em Rann. As equipes médicas e cirúrgicas na região se preparam para tratar os pacientes evacuados.

MSF começou a trabalhar na Nigéria em 1971, e é uma das poucas organizações que ainda consegue atuar em áreas remotas do país. 

Leia mais sobre