Você está aqui

Ebola na RDC: MSF envia equipe a província em que caso foi registrado

12/05/2017
Envio de 15 toneladas de medicamentos e outros suprimentos permitirá que equipe atue imediatamente

Um caso de Ebola foi confirmado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) na zona de saúde de Likati, na província de Bas Uele, no norte da República Democrática do Congo (RDC). Um total de nove casos, incluindo três mortes, estão sendo investigados.

Amanhã, 13 de maio, em coordenação com o Ministério da Saúde da RDC, a organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) enviará uma equipe de 14 pessoas a Likati para iniciar uma operação de emergência, junto com uma equipe de 10 pessoas do ministério. O grupo será formado por médicos, enfermeiras, logísticos, especialistas em água e saneamento, promotores de saúde e um epidemiologista.

Ao lado de organizações que já estão presentes na área, a equipe de emergência de MSF vai realizar uma avaliação da situação e pode construir um centro de tratamento de Ebola para ajudar a tratar dos casos suspeitos de infecção pelo vírus ou que vierem a se confirmar.

Se necessário, MSF poderá também ajudar os centros de saúde locais na triagem e transferência de pacientes com suspeita de Ebola, implantar um sistema de vigilância móvel e garantir que os procedimentos de higiene requeridos para evitar a disseminação do vírus sejam implementados na área afetada.

Quinze toneladas de suprimentos médicos e logísticos serão levadas em um avião de carga a partir de Kinshasa para permitir que a equipe comece imediatamente sua operação em Likati.