Você está aqui

Afeganistão: MSF condena assassinato brutal de profissionais do CICV

09/02/2017
Na última quarta-feira, seis profissionais do Comitê Internacional da Cruz Vermelha foram mortos; outros dois estão desaparecidos

A organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) está profundamente chocada com o ataque perpetrado contra agentes humanitários do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) na província de Jawzan, no Afeganistão, na última quarta-feira, 8 de fevereiro. O incidente resultou na morte de seis profissionais de organização, além de desaparecimento de outros dois.
 
Profissionais de MSF de todas as partes do mundo mandam suas mais profundas condolências às famílias, amigos e colegas dos que foram mortos. Torcemos pelo rápido retorno dos profissionais que estão desaparecidos.
 
“Não há justificativa possível para uma agressão tão brutal contra profissionais humanitários”, diz Joanne Liu, presidente internacional de MSF. “Condenamos esse ataque e todos os outros perpetrados contra agentes de ajuda humanitária com a maior veemência possível”.  
 
Um grande número de afegãos ainda depende de assistência humanitária para atender às suas necessidades básicas de sobrevivência, e esse ataque potencializa as dificuldades enfrentadas por organizações humanitárias para chegar a essas pessoas que precisam desesperadamente de ajuda.
 
“Estamos em estado de choque e total descrença diante desse ataque ao que representa a verdadeira essência da ação humanitária”, adicionou Liu. “Oferecemos nossa solidariedade a e compartilhamos do luto por nossos colegas e amigos do CICV”.

Leia mais sobre